terça-feira, fevereiro 28, 2006

Rumor has it



O que seria eu descobrir, de repente, que a Scarlet O'Hara era a minha tetra-avó?!? E o Rhett Buttler o meu tetra-avô????

O carnaval

Não sei porquê, mas há pessoas que não gostam das festas pré-marcadas, género ano novo ou carnaval. Dizem que o espírito festivo não pode ser pré-determinado e que não faz sentido termos dias em que é obrigatório estar feliz e festejar. (!?)
Eu confesso que não percebo este entendimento! Para mim festa é sempre festa, seja pré-determinada ou seja de surpresa. E naturalmente uma festa é uma coisa boa! Daí que seja de aproveitar o carnaval como outra festa qualquer, e já que no carnaval ninguém leva a mal, aproveitar para fazer o que não fazemos todos os dias, género sair de casa vestida de Cleopatra e dizer ao primeiro Marco António que se cruze no nosso caminho «On your knees».
E Viva o Carnaval!

domingo, fevereiro 26, 2006

Eu hoje acordei aqui

Image hosting by Photobucket
Hotel Splendido, Porto Fino

Sugestões (musicais) do SLIH

'sImage hosting by Photobucket

Let's do it (clicar para ouvir)


Birds do it, bees do it
Even educated fleas do it
Let's do it, let's fall in love

In Spain, the best upper sets do it
Lithuanians and Letts do it
Let's do it, let's fall in love

The Dutch in old Amsterdam do it
Not to mention the Fins
Folks in Siam do it - think of Siamese twins

Some Argentines, without means, do it
People say in Boston even beans do it
Let's do it, let's fall in love

Romantic sponges, they say, do it
Oysters down in oyster bay do it
Let's do it, let's fall in love

Cold Cape Cod clams, 'gainst their wish, do it
Even lazy jellyfish, do it
Let's do it, let's fall in love

Electric eels I might add do it
Though it shocks em I know
Why ask if shad do it - Waiter bring me
"shad roe"

In shallow shoals English soles do it
Goldfish in the privacy of bowls do it
Let's do it, let's fall in love

Pensamento para a semana

Image hosting by Photobucket

domingo, fevereiro 19, 2006

Um ano depois

Foi há um ano que Paulo Portas anunciou a sua demissão, depois de serem conhecidos os resultados das legislativas de 20 de Fevereiro. Mais do que uma decisão política, julgo que foi uma decisão essencialmente pessoal que respeito mas que lamento. E lamento-a hoje como há um ano, porque considero que Paulo Portas ainda tinha muito para nos dar, a todos, a Portugal e ao CDS! (E ainda vai dar, tenho a certeza!)

Foi há um ano que escrevi um post sobre Paulo Portas, no qual, de uma forma muito pessoal e algo emotiva, falei da experiência que tive ao trabalhar com ele e ao ser militante do CDS durante a sua liderança. Passado um ano, como é natural, não escreverei um texto tão emocionado mas mantenho muito do que disse à época.

Politicamente, e sem querer estar a fazer qualquer comparação com a actual liderança do CDS, tenho, como militante, saudades do estilo e da presença de Paulo Portas. Sinto que faz falta, no momento que vivemos, a acutilância e forma convicta e eficaz com que Paulo Portas fazia oposição e se batia pelas suas convicções e ideias.

Não escondo que foi Paulo Portas que me trouxe para o CDS e que foi sob a sua liderança que comecei a ter uma participação política activa. Não escondo, também, que Paulo Portas é para mim uma referência e uma inspiração no que à forma de fazer política diz respeito. Por isso tenho muita pena que a sua acção, embora continue a ser brilhante - como vimos, por exemplo, na sua comunicação sobre a Constituição - , seja neste momento tão discreta!

Mas para mim Paulo Portas é mais do que uma referência política que está lá no pedestal. Foi com Paulo Portas e com a sua equipa - com a qual tive o privilégio de colaborar durante mais de dois anos - que aprendi muita coisa, mas sobretudo uma que com o passar do tempo faz cada vez mais sentido: trabalhar não é dever nem obrigação. É uma entrega diária a um projecto no qual acreditamos e pelo qual damos o melhor de nós e superamos os nossos limites, a cada dia. Só assim vale a pena e só assim sentimos realmente alguma gratificação. E nos dois anos em que trabalhei com Paulo Portas, enquanto Ministro de Estado, foi assim.

E era assim não apenas porque o trabalho era interessante e o projecto o maior desafio que alguém pode ter - PORTUGAL! Foi assim porque havia um líder que motivava, que chamava a atenção, que reconhecia o mérito, que era exigentíssimo e queria sempre tudo feito da melhor maneira possível e no qual todos nos revíamos e pelo qual dávamos o melhor que éramos capazes!

Por tudo isto acho, cada vez mais, que o dia de hoje deve ser recordado como aquele em que, como disse na altura, a má moeda afastou a boa!

Vertigem

Image hosting by Photobucket

Vertigem (clicar para ouvir)

Eu hoje acordei aqui

Image hosting by Photobucket
Hotel Ritz, London

Em Londres, com chuva e com o tradicional fog... mas com muita classe!

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Post de mau gosto

Ontem houve uma ameaça de bomba na embaixada da Dinamarca... e eu que estou no edifício ao lado não soube de nada...

Seria à filme morrer por causa de um cartoon!

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Sem entrar na lamechice do dia.......

..... mas dando um toque de 'love and romance'...




«Maybe some women aren't meant to be tamed. Maybe they're supposed to run wild until they find someone -- just as wild -- to run with.»

E porque hoje é o dia que é....

Os Bunnies resolveram contar ao mundo o seu segredo... era só deles, pois era, mas agora é de TODOS!

Bunny & Bunny está já no ar, pronto a dar muito que falar... ou não fossem eles os Bunnies!

Vou ficar atenta, muito atenta, porque VALE BEM A PENA!

domingo, fevereiro 12, 2006

Mulheres e Política

Volta não volta lá vem a conversa de que faltam mulheres na política portuguesa. Podem dizer que é culpa dos homens, da sociedade, das mentalidades e das dificuldades, mas eu continuo a achar que, essencialmente, é culpa das próprias mulheres.

Image hosting by Photobucket

Ocean's Eleven

Um filme destes devia ser proibido!






Pensamento da Semana

Image hosting by Photobucket

Eu hoje acordei aqui*

Image hosting by Photobucket

Beverly Hills Hotel, em Beverly Hills

Em Beverly Hills, pois claro... pronta para umas compras em Rodeo Drive e para passear pelo passeio da fama - Hollywood Boulevard - (e aí deixar a minha marca) com um Richard Gere numa limousine branca com um ramo de rosas na mão!
_____________________________
* Ontem, num jantar com alguns amigos, as minhas interrogações sobre a escolha de hoje provocaram algumas gargalhadas, sobretudo aos mais distraídos que não conhecendo esta tradição SLIH estranharam a pergunta: «onde é que eu vou acordar amanhã?».

sábado, fevereiro 11, 2006

Boas notícias

Paulo Portas volta a discussar no Parlamento por ocasião dos 30 anos da Constituição.

Em boa companhia

Manuela Ferreira Leite também se vendeu aos espanhóis.

Biografias

Falando em biografias, assumo que sempre gostei do género, sobretudo das auto-biografias, sendo que a primeira com que me deliciei foi a de Agatha Christie, teria à volta dos 12/13 anos.

Mais recentemente li o Bilhete de Identidade, de Maria Filomena Mónica, e aconselho vivamente a sua leitura, não apenas por ser o testemunho de uma época (que eu não vivi), não apenas por ter uma forma de escrita escorreita, não apenas por ser uma história magnificamente contada, não apenas por ser uma vida interessantíssima, mas, acima de tudo, por ser uma biografia sem censura (auto e hetero) e sem preconceitos. Como diz a autora, mais do que uma vez, citando Emily Brontë: «No coward soul is mine».

Image hosting by Photobucket

Enquanto isso aqui ao lado...

Esta malta voltou a ganhar umas eleições pelo que estão (estamos) todos de parabéns!

E como há dias em que acordamos assim (!), eis que me apeteceu fazer uma retrospectiva sentimental do que foram quase dois anos de «Uma Geração às Direitas».

Conclusão, hoje em dia já nem é preciso escrever auto-biografias... bastam os arquivos do Blogger!

I'm a Ferrari 360 Modena!

You've got it all. Power, passion, precision, and style. You're sensuous, exotic, and temperamental. Sure, you're expensive and high-maintenance, but you're worth it.

Take the Which Sports Car Are You? quiz.



Quiz descoberto através da Bomba Inteligente.

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Proficiency in english

Recebi hoje o resultado do exame feito há dois meses atrás (curiosamente durante a minha última constipação!) e fiquei muito contente...
Os resultados foram os esperados:

EXCEPTIONAL - LISTENING E SPEAKING
GOOD - READING E WRITING
BORDERLINE - USE OF ENGLISH ( a malfadada GRAMÁTICA, BLAGGGGGGGGGGGGG).
It's done, and well done!

Semelhanças com 2005 III

Há um ano estavamos em plena campanha eleitoral, um ano depois já levamos com 11 meses de Socralhada e até já elegemos o Professor Cavaco como Presidente...

Como diz a canção, «times they are a-changing»!

Semelhanças com 2005 II

Há um ano estava a prestes a entrar em época de exames na (des)Ordem dos Advogados... um ano depois estou a entrar na recta final do estágio onde o fundamental é acumular créditos e intervenções.
Se Deus quiser em Julho termina este pesadelo!

Semelhanças com 2005 I

Há mais ou menos um ano atrás, estava doente. Mais ou menos um ano depois também. O mesmo estado febril, o mesmo nariz que não desentope, o mesmo peso nos olhos... Enfim, mais uma gripe própria da época.
Pode ser que no fim de semana melhore!

quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Pensamento do dia

A felicidade não é feita da promessa de eternidade mas de momentos que sabemos irrepetíveis!

Image hosting by Photobucket
Imagem de uma das cenas finais do filme Casablanca.

We'll both forget the breeze

Image hosting by Photobucket

Blower's Daughter

Uma das melhores músicas de sempre... repetitiva, triste e desesperante, sem dúvida, mas fabulosa!

And so it is
Just like you said it would be
Life goes easy on me
Most of the time
And so it is (he has)
The shorter story
No love, no glory
No hero in her sky

I can't take my eyes off of you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes off of you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes...

And so it is (he has)
Just like you said it should be
We'll both forget the breeze
Most of the time
And so it is (he has)
The colder water
The blower's daughter
The pupil in denial

I can't take my eyes off of you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes off of you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes off you
I can't take my eyes...

Did I say that I loathe you?
Did I say you better want to
Leave it all behind?

I can't take my mind off of you
I can't take my mind off you
I can't take my mind off of you
I can't take my mind off you
I can't take my mind off you
I can't take my mind...
My mind...my mind...
'Til I find somebody new

segunda-feira, fevereiro 06, 2006

You must remember this, a kiss is still a kiss

As time goes by (Clicar para ouvir)

Image hosting by Photobucket

Já a li, toda... todinha




Paulo, parabéns, está fantástica!

Um dia em grande

Não, não foi passado com o George Clooney, mas no Tribunal de Pequena Instância Criminal. 9 horas depois, três intervençõezinhas à maneira... em altura de contabilização de créditos isto é verdadeiro mel!

Melhor só mesmo ter como 'colega' de escala este senhor!


domingo, fevereiro 05, 2006

O melhor da Irlanda

PUBS
Image hosting by Photobucket


DOORS
Image hosting by Photobucket


CASTLES
Image hosting by Photobucket

Wicklow Mountains

Image hosting by Photobucket

As Wicklow Mountains, para além de serem este cenário espetacular, são um dos mais famosos locais da irlanda graças a filmes como Braveheart, Arthur e Far and Away que foram aqui filmados. E tudo o que vemos nesta foto (menos eu!) é propriedade de um herdeiro Guinness...

E para que conste, o Rei Arthur (Clive Owen) também esteve aqui.......... ;)

Molly Malone

Momento único: A famosa Molly Malone de óculos (obra minha, claro está!).

Image hosting by Photobucket

Temple Bar

Image hosting by Photobucket


Um dos mais famosos Pubs de Dublin (como bons irlandêses lemos tal e qual como se escreve: PUB), em dia de jogo da Liga das seis Nações (que a Irlanda ganhou!).

Na irlanda sê irlandês

Tanto com a GUINNESS (num Pub)...


Como com o WHISKEY (em Glendalough)

Cavalos, Estábulos e Irlanda

A propósito do Duque de Wellington, o único irlandês que foi Primeiro-Ministro em Inglaterra, ficou famosa uma frase sua que revela muito pouco orgulho nas suas raízes irlandesas: "Being born in a stable does not make one a horse".

Eu pela minha parte não me envergonho das minhas origens irlandesas!

Eu hoje acordei aqui (e foi mesmo!)

Image hosting by Photobucket

MERRION HOTEL, DUBLIN

Hotel esplendidamente localizado na Upper Merrion Street, mesmo em frente ao gabinete do Taoiseach (Primeiro-Ministro) - quem me quer ver feliz é perto do poder (!) -, em plena zona georgiana.

Em poucas palavras posso descrevê-lo como um hotel cheio de charme e de classe, sofisticado e discreto, que ocupa três edifícios georgianos (um dos quais a casa em que nasceu o Duque de Wellington) fazendo uma excelente recriação daquele que seria o modo de vida no século XIX. Para quem quer visitar a Irlanda com estilo, é sem dúvida o local indicado, já que além da sua fantástica localização, perto do centro (só a alguns blocos da famosa Grafton Street e do St. Stevens Green), tem um serviço exemplar.

quarta-feira, fevereiro 01, 2006

Memoirs of a Geisha



Vale a pena, sobretudo porque tem um final feliz!

Por falar em conservatórias

Consta que o senhor Primeiro Ministro, na mesma ocasião em que brilhantemente criou o instituto da substituição de sócios foi mais longe e terá dito que os actos societários são registados junto do Registo Criminal.

Mas que grande confusão que vai naquela cabeça... ou andará o Senhor Engenheiro preocupado com o registo criminal????

Freud decerto explicaria!

Se fosse um dia normal....

Se hoje fosse um dia normal, eu teria entrado na Conservatória do Registo Comercial, na Fontes Pereira de Melo, e não haveria confusão no átrio e o mais que aconteceria seria ter 10 pessoas à minha frente para os registos na 4.ª secção.
Mas não. Hoje não era um dia normal. Hoje era o dia em que se montou o circo na Conservatória e em que tivemos espectáculo no registo civil com duas senhoras a pedir para registar algo que é impossível de registar: o casamento de duas mulheres.
Se isto por si só não passaria de uma excentricidade, mais grave é o facto de hoje no Átrio do Edifício da DGRN se acotovelarem dezenas de jornalistas (e os três canais generalistas de TV) para registar o momento para a posterioridade.
Como diz o site da TSF «Ainda assim, o dia de hoje já foi de euforia, com o caso a atrair jornalistas de Espanha, Brasil, EUA e até das agências Reuters e France Presse. Teresa e Helena, que se desdobraram em entrevistas, sempre apoiadas por uma dezena de membros de associações homossexuais, explicaram as suas motivações (...)».
Talvez estes mesmos jornalistas não estejam interessados em saber que no século vinte e um (e na era do Plano Tecnológico) ainda podemos esperar 1 mês para que um registo seja efectuado e uma semana para ter uma certidão ou que a constituição de empresas na hora ainda não é possível em Lisboa.
Mas o que é isto perto de um casamento homossexual???? NADA! O que o bom povo quer é pão e circo...